24. Purgatório

Purgatório

Catolicismo ensina

Os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas não estão completamente purificados, embora tenham garantida sua salvação eterna, passam, após sua morte, por uma purificação, a fim de obter a santidade necessária para entrar na alegria do Céu.  P. 290, # 1030

A Igreja denomina Purgatório esta purificação final dos eleitos, que é completamente distinta do castigo dos condenados.  A Igreja formulou a doutrina da fé relativa ao Purgatório sobretudo no Concílio de Florença e de Trento.  Fazendo referência  a certos textos da Escritura, a tradição da Igreja fala de um fogo purificador:

No que concerne a certas faltas leves, deve-se crer que existe antes do juízo um fogo purificador, segundo o que afirma aquele que é a Verdade, dizendo, que, se alguém tiver pronunciado uma blasfêmia contra o Espírito Santo, não lhe será perdoada nem no presente século nem no século futuro (Mt 12,32).  Desta afirmação podemos deduzir que certas faltas podem ser perdoadas no século presente, ao passo que outras, no século futuro.  P. 290, #103

Os três estados da Igreja.  `Até que o Senhor venha em sua majestade e com ele, todos os anjos e, tendo sido destruída a morte, todas as coisas lhe forem sujeitas, alguns dentre os seus discípulos peregrinam na terra; outros, terminada esta vida, são purificados; enquanto outros são glorificados, vendo `claramente o próprio Deus trino e uno, assim como é´.

Todos porém, em grau e modo diverso, participamos da mesma caridade de Deus e do próximo e cantamos o mesmo hino de glória a nosso Deus.  Pois todos quantos são de Cristo, tendo o seu Espírito, congregam-se em uma só Igreja e nele estão unidos entre si.  P. 269-270, #954

As Escrituras ensinam

Romanos 6.23

Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuíto de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.

Romanos 5.18

Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida.

Efésios 2.8

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé;  isto não vem de vós é dom de Deus.

Romanos 5.9

Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.

Romanos 3.24

Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.

1 Coríntios 6.11

E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.

Hebreus 9.26

De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo.  Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo.

Comentários

  • A salvação de Deus é um presente.
  • Este presente é de graça.